• Acolher os novos desafios
    Nunca nos podemos esquecer que o tamanho de um problema/desafio está sempre relacionado com o prisma com que olhamos para ele
  • DataCenter
    Aumentar a eficiência e desempenho de todo o DataCenter dos SMSBVC
  • Fibra óptica 2013
    Reestruturar as ligações de fibra óptica das diversas infraestruturas dos SMSBVC e fechar o anel de comunicações
  • CCTV
    Inspecção vídeo de Coletores em CCTV com backup para cloud
  • Acolher os novos desafios
  • DataCenter
  • Fibra óptica 2013
  • CCTV

1. Sumário executivo

Este documento tem como foco descrever o projeto/estágio realizado no âmbito da disciplina de “Projeto de Investigação Aplicada e de Desenvolvimento/Estágio Profissional” do Mestrado de Administração de Redes e Sistemas Informáticos.


Os equipamentos e programas na área da telegestão e telemetria são cada vez mais no mercado, com elevados níveis de concorrência, o que leva a cada vez mais as empresas terem ambientes híbridos, com soluções muito díspares. Com o objetivo de minimizar o impacto que uma discrepância de informação produzida de forma massiva produz surgiram as RTU – Remote Terminal Units, que permitem às entidades aceder remotamente aos valores de todos os seus medidores ou até verificar estados de equipamentos melhorando, desta forma, a gestão da sua informação, de forma mais eficiente, aumentando as suas capacidades de antecipação de problemas e podendo gerar os seus planeamentos preventivos.


Uma grande parte das entidades com RTU possuem programas SCADA que lhes permitem, através de um ponto central, gerir todas as suas unidades remotas. Um dos problemas identificados pelas entidades em relação a estas plataformas é que têm grandes custos de aquisição e grandes custos de comunicação (GSM, GPRS, DATAMOVEL, SERIAL, etc.), normalmente relacionados com a má parametrização das RTU, como por exemplo, a não normalização em relação às variáveis que devem ser transmitidas ou não durante as comunicações, mensagens de erros desnecessárias ou até mesmo imperceptíveis.


No caso das entidades públicas, a realidade que estou mais ligado na minha carreira profissional, deparo-me que a maioria dos cadernos de encargos de empreitadas de infraestruturas que têm telegestão raramente possuem um manual detalhado de todas as informações que se pretendem refletidas nos postos centrais, assim como um mapa de alarmes por SMS.


O foco deste projeto em contexto de estágio tem como objecto principal a normalização e otimização do sistema de telegestão dos SMSBVC, de forma a que as equipas de intervenção no campo consigam, de forma simples e através de SMS, saber o estado de determinada infraestrutura, assim como receber os alertas de forma simples e objetiva.


O segundo foco consiste em preparar todas as unidades para serem migradas para o protocolo de comunicação GPRS, o que se traduzirá numa poupança de milhares de euros anuais.


Desta forma, os SMSBVC podem dispor de um sistema de telegestão proativo que permitirá poupar recursos financeiros, humanos e ambientais de forma padronizada, o que facilita o acesso às informações por parte de todos os colaboradores.
A padronização de toda a telegestão facilitará a integração de novas unidades no futuro, garantindo a coerência de todo o sistema.
Todos estes fatores geram um impacto positivo perante o cliente pois, deste modo, podemos antecipar possíveis cortes de abastecimento de água, tornando-nos igualmente proativos em prol de um melhor serviço público que pretendemos prestar.